É tempo de uma nova Educação

Quantas vezes te perguntaste se o sistema educativo atual fazia sentido?

por Inês Guimarães Correia

Nem de propósito, ontem ouvia uma palestra do empresário espanhol Miguel Aguado Oceja sobre este tema. Miguel Explicava que o sistema educativo “moderno” tinha sido criado na Prussia, após a revolução industrial, com o intuito de dar formação básica e técnica para que, mais tarde, as pessoas estivessem preparadas para trabalhar nas fábricas. Preparadas para cumprirem um horário, cumprir ordens, respeitar regras, etc, desde pequenas.

Naturalmente, o mundo mudou desde então e também algumas coisas foram mudando no sistema educativo convencional. Mas será que as mudanças aconteceram ao mesmo ritmo? Estará o sistema vigente a preparar as pessoas para o mundo de hoje? Mais: estará a preparar-nos para o Mundo de Amanhã? Vivemos na era da criatividade e do talento! Faz sentido educarmos as crianças com base na memorização e repetição? Faz sentido prepara-las para horários e sistemas de trabalho obsoletos? Formatá-los para o emprego 9to5-40anos-reforma, que não terão? Ou teria mais sentido prepara-los para pensar, inovar, adaptar-se a mudanças constantes, criar relações? E nós? Nós que fomos formatados no velho sistema? Como superamos o GAP? Como nos adaptamos a uma realidade profissional-social-cultural tão diferente da que existia quando começamos a estudar? Não precisamos também nós de um novo começo?

Sempre me questionei bastante em relação a estes temas. Nunca me identifiquei muito com normas, convenções, ordens e afins. Adaptei-me no rebanho, mas havia sempre alguma coisa que faltava. Pensei, durante muito tempo, que devia haver algo de errado comigo. Ao longo dos anos, a vida e as decisões que fui tomando, provaram-me o contrário. Não havia nada de mal em mim, simplesmente nós não somos bonecos de fabrica! Somos todos ÚNICOS! A Teamway, projeto que fundei há 4 anos, parte deste pressuposto. É um grito pela MUDANÇA. Temos um programa de mentoria e educação para impulsionar as pessoas a desenharem as suas próprias vidas. E um modelo de negócio muito simples para nos tornarmos sustentáveis.

O céu não é o limite. TU ÉS O LIMITE 💪

O vídeo que partilho é de um movimento do país vizinho. Mas poderia ser nosso 🙂

actua


imageVamos juntos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *